Lançado o Projeto Lagoa!


Um dos palcos das Olimpíadas de 2016, a Lagoa Rodrigo de Freitas, localizada em uma área nobre do Rio de Janeiro, vem sendo destaque em noticiários aqui e no exterior em consequência da qualidade da água. Porém, não é de hoje que a lagoa apresenta este tipo de problema. Mesmo com o crescimento populacional em seu entorno, as reformas efetuadas foram tímidas e incapazes de acompanhar o aporte de águas fluvias e rede de esgoto.


Considerada uma Área de Proteção Permanente - APP, a Lagoa Rodrigo de Freitas teve seu espelho d`água tombado em 1990. Seu valor sócio ambiental é enorme, pois além de ser um cartão postal da cidade, fomentando o turismo, o seu entorno serve como área de recreação e esportes e abriga uma colônia de pescadores engajados na atividade de pesca artesanal. Nos Jogos Olimpícos serão realizadas competições de remo e canoagem na lagoa.

O que pouco se fala é na importancia ecológica da lagoa como residência de peixes, aves e crustáceos. A lagoa faz parte de um sistema de bacias hidrograficas da Lagoa Rodrigo de Freitas e engloba toda a vertente sul da Serra da Carioca. Por isso o biólogo Bruno Meurer, Coordenador do Laboratório de Ecologia e do Núcleo de Ciências Biológicas da Universidade Santa Úrsula (USU), no RJ, está trabalhando junto com sua equipe para tornar este cenário mais favorável. A UNIVERSIDADE SANTA ÚRSULA está disposta a disponibilizar seu espaço para discutir soluções para a Lagoa com acadêmicos e pessoas da sociedade.


Fotos: os biólogos Bruno Meurer e Luciana Contador; o advogado e presidente da AMAJB Heitor Wegmann Jr., e Carlos Viveiros do Subcomitê da Lagoa Rodrigo de Freitas

A Profa. Luciana Contador, responsável pelo PROJETO LAGOA, está desenvolvendo na USU uma pesquisa sobre a qualidade da água na Lagoa Rodrigo de Freitas. A profa. Luciana ressalta que o desafio é difícil e deve-se priorizar melhorias na rede de coleta e tratamento adequado do esgoto. Ela também afirma que é necessário fazer um maior controle contra as ligações clandestinas de esgoto nas ruas, executar um saneamento e recuperação dos rios do sistema, melhorar a troca de água entre o mar e a lagoa e, é claro, investir em educação ambiental e conscientização da população sobre a importância da Lagoa e a destinação adequada do esgoto.

Também participaram do lançamento do projeto o advogado Heitor Wegmann Jr. - Presidente da Associação de Moradores e Amigos do Jardim Botânico (AMAJB), Carlos Viveiros - Coordenador Geral do Subcomitê Lagoa Rodrigo de Freitas, representante da colônia de Pescadores Z13, professores, alunos e a comunidade.


Em breve teremos mais informações sobre o PROJETO LAGOA aqui no site. Fiquem de olho!

Enquanto isto, vejam o vídeo com algumas explicações do Prof. Bruno Meurer sobre o que o Projeto Lagoa pretende executar.

Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • YouTube Social  Icon
  • Facebook Basic Square