17 de julho - Dia de Proteção às Florestas

Hoje, 17 de julho, comemora-se o Dia de Proteção às Florestas. Mas será que temos motivo para comemorar?

A floresta tem importância vital no equilíbrio e manutenção do ecossistema. Ela é responsável pelo regime de chuvas, pela biodiversidade e até mesmo a velocidade dos ventos, e seu solo é rico em nutrientes devido à decomposição de substâncias orgânicas. Apesar do desmatamento, seja por cultivo, queimadas ou urbanização, o Brasil ainda possui várias florestas em seu território, sendo a mais importante a Floresta Amazônica, conhecida como o pulmão do mundo.


A data foi criada exatamente para mobilizar e conscientizar as pessoas sobre a preservação dos biomas e efeitos do desflorestamento e suas consequências como o aquecimento global, emissão de gases do efeito estufa, mudança no regime pluviométrico, erosão e desertificação (veja matéria sobre o combate à desertificação em Angola), entre outras perdas.


A exploração desenfreada dos recursos naturais da floresta leva à retirada da vegetação natural para a obtenção de madeira, que é usada pelas fábricas de móveis, pela indústria de papel e celulose ou para exportação. Com isso, a área devastada pode ser utilizada para a monocultura agrícola, para a formação de pastos, para criação de animais, e ainda explorada pela indústria mineradora. Segundo o último capítulo do Relatório Florestas Vivas (Living Forests Report) publicado em 2011 pela Rede WWF, existe um grande risco de perdermos cerca de 56 milhões de hectares de florestas até 2020.


Precisamos proteger as florestas, e por isso a educação ambiental precisa estar inserida em nosso cotidiano através de ações simples tais como: plantar mais árvores nativas; não jogar cigarros ou outros objetos em combustão que possam causar fogo na mata; não jogar lixo no meio ambiente; usar produtos somente feitos com madeira de reflorestamento devidamente identificadas por selo ou certificado autorizado; usar produtos recicláveis e não desperdiçar água nem energia elétrica. Leis mais rígidas para combater a devastação e defender o replantio de áreas devastadas devem ser postas em prática, principalmente porque somos nós que estamos causando todo este desiquilíbrio ao meio ambiente.


Todos precisam entender sobre os perigos que nos aguardam caso atitudes mais conscientes não sejam tomadas para proteger as florestas. Infelizmente, muito já foi desmatado e não temos como mensurar as perdas sofridas pela biodiversidade; nem mesmo sabemos quantas espécies animais ou vegetais já foram extintas...


E você? Já pensou o que pode fazer para colaborar com a preservação de nossas florestas?



Featured Posts
Recent Posts